Tags

Tenho receios que parecem deuses. O medo do medo me faz estátua. Os segundos perdidos pelo não ir quase tocam na minha mente como um relógio em uma sala vazia, as vezes que ouço rugir da agonia o grito de que poderia, deveria, pouco faz para cessar, mas joga-o no porão e esquece-o até que grite outra vez. Essas não são palavras fáceis; só tentativas de descrever o erro, para que perceba seu despejo e não volte mais. Quanto perdi só por ficar aqui.

Anúncios