Despedida

Tags

, , , , , , ,

Foi enquanto inerte que mais me aproximei do erro. Mas em todas as vezes que tentei foi quanto mais forte senti. Ainda assim, posso afirmar empíricamente que machuca menos do que arrependimentos petrificados.

O que se escreve aqui, antes de tudo, é uma auto-terapia que esvazia e me impede de desabar. No decorrer desses anos estabeleci minha fuga em palavras falhas pra justificar e entender. Constatei ter sido insuficiente todas as vezes, como se dependesse de mim mais do que consigo oferecer, ou, na realidade, independe em totalidade do que penso e exteriorizo. Tornar a dor assunto tem tido o efeito contrário ao qual primeiramente me propus. Chegou a hora de parar para respirar até sentir-me apto outra vez. Sou imensamente grato a todos que dividiram comigo os sofrimentos.

Não cabe a mim antever o porvir, e reviver foi só o que fiz até saturar. Trata-se apenas do agora.

Esse é o último.

**

Há tanta subjetividade porque tu não gosta de ser. Mas mesmo sendo sobre você, nunca foram as suas palavras. É um pouco do que foi ignorado e eu nunca soube como dizer tudo sem me perder naquele teu olhar de desdém, o mesmo que usa para esconder o desespero. Sequer a mochila abri, e as roupas permaneceram arrumadas no mesmo lugar. Rápido demais pra sufocar qualquer chance de prolongar, a dor, o amor.

No início tanta destreza em fazer-se inabalável, como se fosse o envolvimento fraqueza, transformando o sublime em mera representação da derrota e previsão evidente de frustração. Logo cedeu um pouco, porque ninguém consegue ser outro todo o tempo sem se perder. Pareceu ter decorado as respostas, e minhas palavras não tiveram efeito suficiente. Em todos os passos de volta, a cada quilômetro esperei o telefone tocar, como se não houvesse acreditado em nenhuma das tuas palavras. À medida com que distanciava os pensamentos eram substituídos, porque talvez tenha sido mesmo real…

Meu imediatismo sempre visto como drama desnecessário, deixo de lado. Sempre quando quis te apagar de mim fazia de tudo, esperando não te ver em lugar nenhum; em vão. Ainda não tive coragem de deletar as mensagens em que pareceu estar feliz. Dessa vez deixarei você se livrar dos restos, e acompanharei sem pressa. Não possuo mais a aspiração instantânea de outrora em parecer que não dói. Quando ocorra, há de ser mais genuíno que os momentos passados.

Me perdoe se tenho necessidade de falar, se não sei sofrer sozinho, como você. Ao que me parece, também tive culpa em demonstrar sem tantos impedimentos esse querer imensurável. Minha ideologia utópica sobre o amor me derrubou de novo. Sinto muito mais do que escrevo aqui. Não me importo que saibam. Já são duas noites que sonho com você e é só isso que tenho, até perder-se também. Seguirei incompleto até não querer mais ser completado. Por dentro o sentimento que jamais morrerá, cada vez menos manifestado até dispersarem-se os significados. Sem olhar pra trás, sem a amargura da ausência das tentativas.

…E viveram tristes para sempre.

Quebrado

Tags

,

As vezes uma frase te desmonta. Recompor-se em silêncio é sempre solitário, e enquanto reproduz quase por automático as simpatias rotineiras, decompõe-se lentamente de dentro pra fora. O estrago só aparece quando já não há mais o que fazer pra consertar.

Cada dia um pouco menos presente, até perder-se por completo. Ou algemado ao passado, ou confuso demais nas possibilidades cheias de erro.

Abril

Tags

Tive medo de ceder, mas deixei escapar pelas vontades maiores que dominavam aquele dia. Era a frase mais bonita para salvar uma noite de despedida, que ainda tua presença não conseguira preencher, mas transbordava em ansiedade de fazer, como se bastasse somente meu querer. Foi singelo como o primeiro amor, quando ainda não existem feridas abertas, nem cicatrizes em peles mortas.

Pretensões disfarçadas por meios olhares, palavras contadas entre os toques dos dedos; carinhos de leve e beijo apertado para encobrir os espaços vazios, do que ficou pra trás. Todas as vezes evitava o sono pra não sonhar, pois de tão perfeito que era, a realidade se aproximava do pesadelo e era tortura retornar. As manhãs que esperei teu abraço voltaram pra lembrar que sou um só, que isso aqui se vive uma vez, e segundas chances são exceções sem a graça de errar.

Em minhas mãos a razão mais forte pra reviver ou prosseguir sem lembrar. Não poderia negar sem me martirizar por todos os outros anos. Não há escolha sem risco, há só arrependimentos e impotências escoradas em possibilidades vencidas.

Quero de novo o brilho que estava em teus olhos naquele dia.

Frases soltas

Tags

, , , , ,

Imprescindível diagnosticar todas as linhas tortas e aquelas palavras engolidas a seco. Tem dias que o paradigma é ser ruim, e duram além do próximo amanhecer. Tem vezes que perco a glória dessa existência ínfima. Tanta subjetividade para nenhuma certeza. Respostas que não existem são esperas cheias de ilusão.

Escrevo pra destrinchar o que eu penso, e em algum verso pode até ser que te entenda.

As palavras doem pra sair. Parece justificativa para a pouca frequência, mas é que a felicidade não permite intervalos. Todas as vezes que escrevo sou triste. Extensão de tudo que não sei falar e que tu nunca quis ouvir por medo de saber.

Só o que tento querer é mais de você, mas tropeço no silêncio que criou pra me afastar, ao mesmo tempo me prender, sujeito a ignomínima da ingenuidade em não saber o que fazer. Em tanta instabilidade enevoa-se os sentimentos. Se eu devo esperar, vai doer saber. Quis fazer parte da redenção, mas quase todos os dias acabam em desilusão.

Me sinto preso em parágrafos sem fim, e tudo que não foi dito corrói a dor até perder a sensibilidade. Talvez meu futuro seja relembrar. Buscar sentidos sempre tirou minha paz, mas não consigo ignorar. Se é mais do que consegue explicar, é só dizer, estou aqui pra você. Só não vamos falar em prioridades, meu amor… O orgulho já me abandonou também. Viver no por enquanto é muito menos do que preciso.

Essas palavras não eram pra você, mas já não há como evitar.

O que ficou

Tags

, , ,

Eu e minha ansiedade em não deixar para depois.
Sentir demais é sofrer demais com qualquer coisa, trivial afirmar…
Me escoro em frágeis representações de resistência, encontro calma na ilusão inconsciente. Já tive mais o que dizer, já fui menos repetitivo. São as mesmas sensações, mas por razões diferentes. O mesmo quarto vazio, só menos vazio. Não há ao menos sequência. Só me sinto completo no teu abraço.

Queria que minhas palavras te importassem mais que meu silêncio.

 

A vida é bem mais do que se escreve aqui. Quanto mais se escreve, menos as pessoas prestam atenção. {Lucas Silveira}

Um minuto e sete segundos

Tags

,

Eu não sei como começar. Não sei o que falar depois. Pode ser um pouco de loucura, mas não enxergo quase palavra nenhuma, e, quando ocorre, me perco em modos de como decifrá-las. Não ouço as batidas, e o ritmo de outrora agora é vão como ecos do que não foi dito, pouco digerido. Apenas a descrição de um momento.

Já é tão comum me encontrar prestes a ceder às armadilhas da própria mente. Disfarço a contradição com silêncio, a incerteza com frases doces, pra demonstrar necessária força em entender e desprezar. Dói demais ter sempre o que falar.

♫ Exit Music – Radiohead

Tags

, , , , , ,

São dias perdidos de solidão, incertezas abundantes de uma dor sem fim.
Vezes que dormi, ou apenas tentativas, foi teu rosto embaralhado entre o querer, ilusão da minha mente insistente em não te deixar.

São feridas cicatrizadas, restos perdidos em teu amor que quis ignorar por medo de chorar. Suficiente entender que vai voltar se for pra ser, mas não impede de fazer. Não há como evitar os dias nublados, só ore pra ter a quem abraçar quando não há mais em que acreditar.

São ilusões maximizadas ao vazio, gente perdida por não entender nada…
E eu me mordo por não saber o que fazer, só tua voz pra me acalmar. Perco até as condições de avaliar, se sou tão bom ou é apenas um minuto de alívio.

São aspirações na plenitude do aparente impossível, mas tu vai estar pra ver.
E mesmo se nada for assim, estarei feliz em te ver sorrir. Essa é minha recompensa imerecida.

São palavras pra você, mesmo não sabendo descrever que encontro paz toda vez que dirijo meus olhos a você.